Notícias

Empresas estão triturando garrafões para reciclagem

12/10/2017

 

O Procon Pará está investigando denúncias de adulteração de garrafões de água mineral na Região Metropolitana de Belém e em outros municípios. “Estamos recebendo essas denúncias, inclusive de locais onde estão sendo montadas fábricas clandestinas de garrafão e de trituração de garrafão. Ou seja, a partir do momento em que você pega um garrafão vencido e o tritura, a matéria prima se torna imprópria. Deixa de ser uma matéria virgem para fabricar novos garrafões. E isso vem ocorrendo”, disse, ontem, o coordenador de Fiscalização do Procon, Rafael Braga. 

Ele acrescentou que, para economizar, algumas empresas não estão respeitando o consumidor e estão adulterando garrafões. Rafael lembrou que garrafões triturados são impróprios para o consumo e deveriam ser descartados, incinerados. Na maioria das vezes, explicou, a água está limpa, mas entra em contato com uma substância química imprópria, porque o garrafão reciclado libera toxinas. “Isso torna a água imprópria para o consumo”, completou. 

Ainda segundo o coordenador de Fiscalização do Procon, as empresas acusadas de triturar os garrafões são as de águas naturais. “Algumas empresas eram de  águas adicionadas de sais e estão querendo colocar no rótulo a classificação de água natural, que não é nem mineral nem água adicionada”, afirmou. Para não serem obrigadas a envazar nos garrafões vermelhos, exclusivas, por lei, das adicionadas de sais, estas empresas estão tentando mudar a classificação. “Estão induzindo o consumidor ao erro e além disso estão triturando garrafões”, garantiu. 

Rafael disse que as denúncias estão sendo verificadas pelo Procon e que algumas são procedentes. “Fomos até o local e verificamos que existem esses pontos de trituração de garrafões, mas os responsáveis não estavam. Vamos retornar com a polícia e se ficar configurado que continuam com essa prática ilegal, vamos encaminhar os responsáveis à polícia. Eles já foram autuados e se persistirem vão ser autuados novamente”, afirmou. Conforme Rafael, os garrafões não estão sendo triturados nas fábricas mas em terrenos alugados e distantes.

Fonte: ORM

Comentários

Telefone

+55 (93) 3515-4899

+55 (93) 99185-4664

Enquete



Olá Mundo!

Sim
Não
talves

Solicite sua música

Solicitar

Facebook

Newsletter

Inscrever