Notícias

Suspeito de assassinar apresentador de tv é preso no Pará

31/10/2017

 

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira (30), em Tucuruí, sudeste do Pará, Luís Fernando Falcão Oliveira, 22 anos, suspeito de assassinar o apresentador de televisão Luciano dos Santos Batista, conhecido como Lu Brasil, de 23 anos. O crime ocorreu em Altamira, sudoeste do estado, no dia 25 de setembro deste ano.

Conforme o delegado Washington Santos, as investigações apontaram que o suspeito era namorado da vítima na época do crime. Em depoimento, Luíz Fernando negou ser o autor da morte de Lu Brasil.

O corpo do apresentador foi encontrado amarrado, com sinais de violência e em estágio avançado de decomposição, na sua própria casa. A perícia informou que aparentemente o imóvel não foi arrombado. Foram encontrados também sinais de luta corporal na casa, pois o espelho da casa estava quebrado, assim como alguns objetos da vítima.

A prisão foi cumprida pela equipe da Seccional de Tucuruí, sob comando do delegado Washington Santos, às proximidades da casa de familiares do acusado, no bairro Santa Isabel. O preso deve ser transferido, nesta terça-feira para Altamira, para responder pelo crime.

A ordem de prisão foi decretada pelo juiz de Direito José Alexandre Alves Trindade, da 2ª Vara Criminal de Altamira, por representação feita pelo delegado Germano Lima, da Superintendência da Polícia Civil na região do Xingu. Conforme o delegado Washington Santos, há três dias, o delegado Vinícius Dias, titular da Superintendência de Altamira, solicitou apoio à equipe policial de Tucuruí para efetuar a prisão do acusado que, atualmente, estava residindo com familiares nesse município.

Suspeito nega crime

Luís Fernando afirmou que conhecia a vítima há mais de oito anos e que, quando era adolescente, foi convidado por Lu Brasil para vir à Altamira, em princípio, para irem à uma igreja na cidade, mas que, com o tempo, passou a morar e a se relacionar com a vítima.

O suspeito alega que, no mês passado, decidiu retornar para Tucuruí, onde moram familiares, mas não tinha dinheiro para a viagem. Assim, o suspeito decidiu pedir ajuda financeira à vítima. Por causa do pedido, segundo o suspeito, os dois tiveram uma discussão que resultou em luta corporal entre os dois. O fato teria ocorrido alguns dias antes da vítima ser morta. O suspeito admite que decidiu ir embora da casa da vítima um dia antes do crime, mas nega ter envolvimento na morte. A motivação do crime ainda está sob investigação.

Fonte: G1 Pará

Comentários

Telefone

+55 (93) 3515-4899

+55 (93) 99185-4664

Enquete



Olá Mundo!

Sim
Não
talves

Solicite sua música

Solicitar

Facebook

Newsletter

Inscrever